Educação Ambiental na EEEFM "Rio Caeté" BRAGANÇA - PA

" EDUCAÇÃO AMBIENTAL NA ESCOLA RIO CAETÉ "
( BRAGANÇA - PARÁ - BRASIL )

14 dezembro 2009

Concurso de Redação


   
Resultado do concurso de Redação, cujo tema foi questões ambientais (extinção dos animais, desmatamento, lixo, poluição dos rios, conservação da escola, aquecimento global, queimadas, projetos ambientais e etc).
 
Participantes do concurso: turmas 101 e 102 manhã, 101,102,101 EJA e 102 EJA noite.

Vencedora do concurso DAISY SOUZA SANTANA (101 manhã)

Segue a redação...

Projetos Ambientais:
Projetos que nos ajudam a sobreviver.

Todo projeto tem um objetivo, que pode ser de divulgar, solucionar, estimular, informar. Projetos ambientais também são assim, informam os problemas ligados ao meio ambiente, buscam e divulgam soluções, nos estimulam a colaborar fazendo a nossa parte e podem ser iniciados por qualquer um de nós. Grandes empresas iniciaram grandes projetos, entre elas estão a ypê, TV globo, chamex e faber-castell.
Essas empresas têm uma grande vantagem, são conhecidas pela grande massa e por isso seus projetos divulgam, estimulam e informam mais. Há um certo tempo, a ypê iniciou um projeto de reflorestamento em que comprando um de seus produtos colaboramos com o plantio de mudas em áreas desmatadas, um projeto semelhante ao da chamex e ao da faber-castell, que utilizam a madeira das árvores( para a fabricação de papeis, cadernos, lápis...) derrubando-as e plantando novamente.
A TV globo está envolvida, duas dessas iniciativas são o plantio de arvores e as vinhetas informativas, que apesar de serem bem rápidas mexem com todos nós, fazendo com que posamos parar, refletir e agir. O projeto TAMAR, tão conhecido, fez até uma parceria com um fabricante de macarrão instantâneo, ao comprarmos um desses produtos ajudamos automaticamente a esse projeto que tem um objetivo muito especial, preservar as tartarugas marinhas.
Com tudo podemos concluir que com certeza esses projetos nos ajudam a sobreviver. O plantio de árvores é uma ajuda de peso contra o aquecimento global, a preservação de espécies silvestres e etc. e a exposição de informações feitas por essas e outras empresas também. Temos que tomar consciência de que não são só as grandes empresas, instituições e os governos que têm a responsabilidade de mudar esse quadro crítico em que se encontra o nosso planeta, cada um de nós pode e deve fazer alguma coisa, desde que se nos engajarmos em algum grande projeto, até separar e reciclar o lixo de nossas casas. Por isso corra tome logo uma providência, pois “Os dias correm, somem e como o tempo não vão voltar”.
Daisy Souza Santana

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário